como é a vida na Nova Zelândia

Como é Viver em um País sem Corrupção

Como é Viver em um país justo e sem corrupção.

 

Nos últimos anos estamos vivendo momentos de Caos e revolução no Brasil. O país está polarizado politicamente, esquerda e direita trocam acusações, a população fica ao mesmo tempo eufórica com os avanços contra a corrupção e desanimada com o tamanho dos prejuízos que a corrupção causou e ainda causa ao país.

Mas, como seria viver em um país sem corrupção? 

Saiba agora como é a vida na Nova Zelândia, que foi considerada o país menos corrupto do mundo em 2017. 

Segurança.

Um dos piores problemas que a corrupção gera é a VIOLÊNCIA. Um país corrupto é na maioria das vezes um país com altos índices de violência. Comparando o Brasil, que tem um índice anual de 26,7 assassinatos por 100.000 habitantes, e a Nova Zelândia com um índice de 0,91 assassinatos por 100.000 habitantes podemos perceber nitidamente essa ligação entre corrupção e violência. 

Dados da Wikipédia – https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pa%C3%ADses_por_taxa_de_homic%C3%ADdio_intencional.

Agora, imagine como seria a sua vida se você  não precisasse se preocupar com a sua segurança e a de sua família. Se você pudesse sair a noite sem ter medo de ser assaltado. Imagine morar em um lugar que não precise estar cercado por muros altos, cercas elétricas, segurança 24hs…. Imagine poder passear em um parque pouco movimentado e poder aproveitar o passeio sem ter que se preocupar se algo de ruim pode lhe acontecer…

Então, é esse sentimento de Segurança que quem mora na Nova Zelândia tem, e isso  não tem preço. Quem mora aqui na Nova Zelândia troca o sentimento de insegurança pelo sentimento de Liberdade. Liberdade para ir e vir, a hora que quiser, para onde quiser.

Saúde.

Outro “efeito colateral” da corrupção é com relação ao sistema de saúde, e tanto faz se é público ou privado, já que um afeta o outro. Os brasileiros hoje são reféns de planos de saúde com um alto custo porque não podem contar com um sistema público de qualidade. E o pior de tudo é que mesmo quem pode pagar um plano de saúde não tem um atendimento justo.

Aqui na Nova Zelândia as coisas são um pouco diferentes. Existe tanto o sistema público de saúde como o privado, mas ao contrário do Brasil, o sistema público só é 100% gratuito em casos de emergência e para crianças de até 12 anos. Nos outros casos, é preciso consultar com um General Practitioner (GP) que equivale a um Clínico Geral no Brasil, com consultas que variam entre NZ$50,00 e NZ$85,00. Outra diferença é com relação aos medicamentos, que sendo receitados pelo GP tem o seu preço tabelado em NZ$5,00. Se receitados por um médico especialista o valor sobe para NZ$15,00. Também existem os planos de saúde, que tem um custo médio de NZ$100,00 por pessoa.

Ao meu ver esse sistema apesar de não ser 100% gratuito é muito justo, pois consegue levar saúde de qualidade a toda a população de maneira democrática.

Educação.

Um dos piores efeitos da corrupção em um país, e talvez até mesmo uma premissa para que a corrupção ocorra em um país é a baixa qualidade da educação. Diferente do Brasil o ensino na Nova Zelândia é prioridade, tanto é que a Nova Zelândia foi reconhecida em 2017 pela revista britânica The Economist, como o país que melhor educa para o futuro. a busca pela autonomia do estudante se estende por todo o ensino básico da Nova Zelândia, onde 85% dos estudantes vão a escolas públicas e o restante estuda em instituições particulares financiados pelo governo.

A educação técnica e superior também tem chamado a atenção de  estudantes de diversas partes do mundo, que buscam estudar na Nova Zelândia pela qualidade do ensino e seus diplomas reconhecidos mundialmente, além de poderem  aperfeiçoar o idioma inglês e terem uma experiência internacional valiosa, que será importante por toda a vida.

Economia.

É brutal as implicações que a corrupção causa na economia de um país. Um sistema político corrupto tem como característica uma baixa liberdade econômica, pois quanto mais sistemas de controle sobre a economia um país tem, maior é a oportunidade para que a corrupção aconteça.

Não é coincidência que a Nova Zelândia é a terceira colocada no índice de liberdade econômica, atrás apenas de Hong Kong e Cingapura, enquanto o Brasil ocupa apenas a posição 153 do ranking. Desde a década de 1980, o governo Neo Zelandês tomou medidas de austeridade monetária e fiscal, redução dos privilégios, abolição de várias tarifas protecionistas e, principalmente, forte redução da máquina pública, com a demissão de vários funcionários públicos. Essas medidas foram responsáveis por transformar a Nova Zelândia em um país com economia forte, livre e em franco crescimento, onde a taxa de desemprego é baixa, girando em torno de 4%.

Tudo isso se reflete na qualidade de vida de quem vive na Nova Zelândia, que consegue aliar Segurança, Educação e Economia Livre a um ambiente altamente acolhedor, com muita cultura e uma natureza incrível.

Quer saber como você pode viver aqui na Nova Zelândia? Solicite uma consultoria gratuita.

Click Here to Leave a Comment Below 0 comments
Translate »